Paralisia cerebral, apenas para fortes

Como vai gente? Vou começar uma série de posts, sobre como é a visão da vida de um cara que foi diagnosticado, taxado ou amaldiçoado com paralisia cerebral! Só que, resolveu meter o loco na vida e ser feliz.

Digo meter o loco, é parar de se preocupar com opiniões de pessoas que vivem para apontar as imperfeições dos outros! Mas resolvi, apenas ignorar e fazer o meu melhor.

Nesses posts, vou falar sim das minhas dificuldades, mas acima de tudo, de coisas que me faz feliz.

Então para quem não me conhece: Me chamo Roberto França Duarte, e tenho o orgulho na vida de ter paralisia cerebral, devido a atraso no parto! Com isso, fiquei sem oxigênio.

Tenho atualmente 34 anos,  e com algumas sequelas na parte física e na parte comunicativa.

Então posso falar sem medo de errar, que vejo a vida como um milagre, pois poderia ter morrido logo no meu primeiro dia de vida.

Tive todos os motivos para desistir, enfrentando fortes espasmos musculares que de vez em sempre deslocava as articulações.

Mas mesmo assim, estudei, lutei para crescer forte, namorei e fiz da vida meu maior tesouro.

Hoje trabalho como programador de games e sou atleta de CrossFit [tó treinando pro mundial].

Ficou interessado? Acompanhe os futuros posts.